Festival LEM Gastronomia chega a sua terceira edição

Para celebrar a gastronomia de raiz e brindar a diversidade cultural, o Festival LEM Gastronomia chega a sua terceira edição propondo desvendar através da culinária os sabores do “Brasil Bem Temperado”. Neste ano, serão reunidos mais de 40 (quarenta) profissionais, entre chefs e oficineiros que vão conduzir cerca de 60 (sessenta) atividades completamente gratuitas para quem for ao evento. O Festival acontece nos dias 5, 6 e 7 de agosto, no espaço do Sindicato dos Produtores Rurais, no município de Luís Eduardo Magalhães, na região Oeste da Bahia. Juntamente com o Festival acontecerá o “I Encontro dos Engenheiros Agrônomos do MATOPIBA (sigla da fronteira agrícola dos estados de Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia) que reunirá cerca de 500 profissionais nos dias 04 e 05 no auditório do SENAR, que fica na mesma área do Sindicato Rural.

O Festival LEM Gastronomia, vem sendo realizado desde 2014 e tem se destacado por reunir sabores de todo o país e em 2016btraz muitas novidades, é a Chef Rosa Gonçalves, coordenadora do evento quem afirma “além da Cozinha do Interior e do Acampamento Gaúcho onde serão produzidas as grandes tachadas, porcos no rolete e costelões assados, os Chefs produzirão uma grande quantidade de pratos com quase 100% dos produtos da própria região Oeste. Estão vindo para o nosso III Festival chefs dos estados Sergipe, Pernambuco, Tocantins, Amazonas e de vários municípios da Bahia a exemplo de Ilhéus, Itacaré, Barreiras e Salvador. O evento vai contar com aulas-show ministradas por convidados, chefs e profissionais da área, tendo oficinas gastronômicas e rodas de conversas temáticas abertas ao público, sempre com acesso gratuito”. As novidades nos pratos são muitas de acordo com a Chef Rosa Gonçalves “desde a “Pamonhada”, que é um mutirão de produção de pamonhas feitas com a participação do público, ao “Arroz de Puta Rica”, “Pato no Tucupi”, “Buchada de Bode”. ‘Sarapatel”, “Maxixada Quilombola” e “Cuscuz Recheado com Carnes defumadas” este será um dos festivais mais saborosos de todos os tempos”. O LEM Gastronomia estima receber nos três dias em que será realizado cerca de 8000 (oito mil) pessoas, entre estudantes, profissionais da área, moradores da região oeste e profissionais dos vários segmentos da cadeia produtiva da alimentação.

O LEM Gastronomia vai contar também com uma Feira Expositiva de produtos alimentícios e de equipamentos para bares, restaurantes e hotéis, além da Feira de Produtos da Agricultura Familiar e da rede de Economia Solidária. Contará ainda com apresentações de grupos culturais nativistas gaúchos e nordestinos, terá uma área de lazer infantil e um palco de shows para os artistas da região oeste.

Com o objetivo de pesquisar, registrar e divulgar a gastronomia de raiz do oeste baiano, a terceira edição do evento, resgata a memória e ancestralidade do povo brasileiro, através da culinária de Luís Eduardo Magalhães, cidade formada por pessoas vindas de várias regiões do Brasil. Este ano, o Festival consolida a parceria com as associações locais de Produtores da Agricultura Familiar, com a Associação Caliandra de Artesãos, A Anibralem que congrega os descendentes de japoneses, a Associação Santaritense de Artesãs (ASAS), a Associação Pró-Cultura de Formosa do Rio Preto e o CTG (Centro de Tradições Gaúchas) Sinuelo dos Gerais.

O evento é uma realização da Escola de Gastronomia Rosa Gonçalves, com apoio da Prefeitura Municipal de Luís Eduardo Magalhães, da Associação dos Engenheiros Agrônomos de Luís Eduardo Magalhães (Agrolem); do Crea-Bahia; do Sindicato dos Produtores Rurais de LEM e do Governo da Bahia através da Superintendência de Economia Solidária da Setre

Leia Também