Festival aborda importância de certificação para empresas de Luís Eduardo Magalhães

Com aproximadamente 80 mil habitantes, Luís Eduardo Magalhães abriga diversas empresas alimentícias que buscam a cada dia um alto padrão de qualidade do seus produtos. Quando se trata de alimentos de origem animal a serem comercializados na cidade é necessário um selo de qualidade certificado pela Prefeitura, o SIM (Sistema de Inspeção Municipal). Mas para vendê-los em outros municípios ou estados os produtores esbarram em um sistema lento e burocrático que os obriga a ter outras certificações. E este tema será debatido durante o Festival LEM Gastronomia que acontece entre os dias 01 e 04 de outubro no Centro de Eventos Nossa Senhora Aparecida.

Desde a primeira edição, o evento aborda a importância dos produtores locais receberem as certificações SIE (Serviço de Inspeção Estadual) ou SIF (Serviço de Inspeção Federal), selos que permitem a venda dos produtos no âmbito estadual e nacional. No entanto, para comercializar os alimentos de origem animal, as empresas passam por um processo moroso e burocrático.

"Este ano vamos ampliar as discussões sobre as certificações, durante as rodas de conversas, e contaremos com a participação do secretário de agricultura do município, Carlos Alberto Koch, dos técnicos da Vigilância Sanitária e das empresas locais. Vamos abordar o direito das empresas de terem acesso à venda em todos os municípios da região", informa a chef organizadora do Festival, Rosa Gonçalves. Ainda segundo ela, haverá visitas técnicas com chefs e jornalistas em algumas empresa.

Empresas certificadas
 
O SIM  é o certificado municipal que visa o controle da qualidade dos produtos de origem animal, como embutidos de carnes, queijo, ovos, entre outros, inspecionando a sanidade animal, o local e a higiene da industrialização. “A partir do SIM é possível garantir ao consumidor final um produto de qualidade, evitando riscos à saúde dos cidadãos e possibilitando aos pequenos produtores que invistam em seus próprios empreendimentos”, explica o secretário de Agricultura, Carlos Alberto Koch.

Para André Durigon, proprietário do primeiro abatedouro de ovino da Bahia com certificação do SIM, inaugurado na quinta-feira (05/08), este selo oferece vários benefícios para toda população. “Ganha o poder público, o produtor e o consumidor final, que tem a oportunidade de adquirir um produto inspecionado, sabendo inclusive qual é a sua procedência”, observa.

A Prefeitura de Luís Eduardo Magalhães tem atuado de forma estratégica para tornar a cidade um polo produtor de alimentos. O objetivo é fortalecer as pequenas e médias empresas alimentícias para que elas possam vender em toda região Oeste, cujo mercado consumidor chega a ter mais de 800 mil habitantes.
 

Evento

II Festival LEM Gastronomia
Data: 01 a 04 de outubro de 2015
Local: Centro de Eventos Nossa Senhora Aparecida, em Luís Eduardo Magalhães
Evento gratuito

Acesse nossas redes sociais

Facebook: festivallemgastronomia
Instagram: @lembastronomia
Flickr: www.flickr.com/lemgastronomia

Fonte: Festival LEM Gastronomia e Ascom-PMLEM.

 

Leia Também